Exposição Travessias Cariocas

Nesta segunda inaugurou a coletiva Travessias Cariocas, na Caixa Cultural, aqui no Rio de Janeiro, que, segundo o folheto distribuído, pretende potencializar “esse aspecto de troca de poéticas, de autorias e ao mesmo tempo reflete uma declaração de comunhão, de afinidades, uma verdadeira mostra coletiva no sentido mais extenso da palavra.”

A coletiva tem 12 artistas reunidos: Barrão, Brígida Baltar, Carlos Bevilacqua, Daisy Xavier, Eduardo Coimbra, Ernesto Neto, Fernanda Gomes, João Modé, Livia Flores, Marcos Chaves, Raul Morão e Tatiana Grinberg.

Logo ao entrar no salão de exposições há um pequeno painel com o nome dos artistas e suas respectivas obras, o que me causou uma certa confusão ao visitar cada uma das obras e saber o que é de quem. Mas, como li em algum lugar que a idéia era que cada um dos expositores produzisse um trabalho a partir de sua leitura da produção do outro, isso talvez fizesse parte da “brincadeira”.

Com meu olhar leigo resolvi apreciar cada obra, livre de pré-julgamentos.

O trabalho que mais me chamou a atenção consistia de várias pedras de mármore presas a parede, utilizadas como substituto ao papel fotográfico, que expunham belas paisagens preto e branco. Vi leveza.

Uma vídeo-instalação que apresentava a derrubada de um prédio antigo também me atraiu. No momento que vi a obra pela primeira vez, o filme corria ao contrário, tornando o guindaste demolidor em instrumento de (re)construção. Fiquei uns bons 10 minutos assistindo o vídeo.

Outras obras me deram a impressão de estar em uma loja de decoração. Adoraria comprá-los para ter em minha casa. O que me levou a pensar – pela enésima vez – qual a função da arte? E será que existe uma? Mas deixemos isso pra depois.

Serviço:

Travessias Cariocas
De 19/08 a 28/09/2008
3ª a sáb, das 10h às 22h
Domingo, das 10h às 21h
Entrada Franca
Caixa Cultural RJ – Galeria 2
Av. Almte. Barroso, 25 – Centro
Rio de Janeiro
Caixa Cultural

2 comentários em “Exposição Travessias Cariocas

  • 22/08/2008 em 13:10
    Permalink

    Eu estava lá. E realmente alguma coisa me “incomodava” nas “obras”. Mas acho que realmente algumas coisas faziam parte da brincadeira… cockitail de frutas vermelhas..com um gostinho de maracujá…que é amarelo….

    Resposta
  • 21/08/2008 em 22:30
    Permalink

    Olá Helves,

    bacana, gostei da nota sobre a exposição!
    Aí vai meu blog,
    Bjos
    Rosane

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *