20 razões para sua empresa (ou você) ter um site

Uma das perguntas mais comuns desde os primórdios da Web é “Por que minha empresa (ou negócio) deve ter um site?”

Como consultor em design e internet há mais de 15 anos, posso afirmar que não existe uma resposta simples e curta.

Se você ainda não decidiu a investir no seu site profissional ou de sua empresa, a lista abaixo com certeza o ajudará a mudar de idéia. Essas sugestões servem para quase todas as áreas de trabalho, de formas diferente. Leia, analise e tire suas conclusões. Comentários serão sempre bem-vindos!

  1. Credibilidade. Um projeto para internet bem estruturado, com um bom design e uma navegação eficiente, dá credibilidade a uma empresa. Passa a imagem de profissionalismo, não importa seu tamanho e quantidade de funcionários. O consumidor atual espera que toda empresa decente tenha um site.
  2. Localização. Ser localizado é importante para todo tipo de negócio. O site facilita chegar a loja física ou escritório (quando houver), encontrar um telefone ou e-mail para tirar dúvidas, enviar sugestões ou adquirir seus produtos e/ou serviços.
  3. Informações sobre a empresa. Hoje em dia, o local de pesquisa onde se vai primeiro para obter informações de um produto, serviço ou empresa é a internet. Em um site essa informação fica disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana. Quanto melhor organizada estiver as informações sobre sua empresa, produtos e serviços, maiores as chances de conquistar clientes novos mais rapidamente.
  4. Ferramenta de venda. Um possível cliente pode examinar e estudar um produto e/ou serviço do conforto de sua casa a qualquer hora do dia. Alguns sites disponibilizam atendimento online para que o cliente possa esclarecer suas dúvidas, agilizando assim a venda.
  5. Respostas padrão. Se sua empresa investe muito tempo respondendo as mesmas perguntas de seus possíveis clientes, o site pode reduzir esse custo com uma página ou seção de perguntas freqüentes.
  6. Custo reduzido. O custo de registrar um domínio, ter uma conta de hospedagem e criar um site é, sem comparação, infinitamente menor do que o de montar um escritório ou uma loja física. Literalmente, na internet, pode-se abrir uma empresa do dia para o outro.
  7. Feedback dos clientes. Um site facilita que seus clientes retornem com testemunhos, sugestões, críticas ou reclamações, permitindo uma maior agilidade na hora de modificar ou criar novos produtos, resolver problemas, criar estratégias de marketing e até ajudar novos clientes na decisão de adquirir um produto e/ou serviço que sua empresa fornece.
  8. Descobrir novos mercados. Estar atento às várias informações que podem ser coletadas através de um site, pode revelar um mercado de atuação ainda inexplorado.
  9. Aproximação do mercado. Os mecanismos de busca (Google, Yahoo) são o primeiro local onde a maioria dos consumidores vai em busca de informações sobre um determinado produto e/ou serviço, como e onde adquirí-lo através de palavras-chave. Um site otimizado para esses mecanismos ajudará sua empresa a se aproximar de seu mercado ou outros novos.
  10. Descobrir uma nova forma de vender. É comum pensar que certos produtos e/ou serviços não podem ser vendidos online. Com as atuais tecnologias e ferramentas disponíveis, um site pode revelar o oposto.
  11. Anúncios. Fica mais fácil anunciar novos produtos e/ou serviços, promoções, presença em eventos de sua empresa para seus clientes no seu site. A eficácia aumenta se fizer uma campanha de e-mail marketing em conjunto. O custo é infinitamente menor do que outras mídias.
  12. Referenciação. Seus produtos e/ou serviços podem ser referenciados por seus próprios clientes para outras pessoas, sites ou blogs através de um link “recomende a um amigo” junto a cada produto ou serviços de sua empresa.
  13. Atualizações/Recalls. Algumas empresas comercializam produtos e/ou serviços que precisam ser atualizados com alguma freqüência ou precisam informar sobre uma série de produtos que necessitam reparos, como programas de computador ou carros. Um site pode disponibilizar esse tipo de informação para que o próprio cliente resolva a situação de forma mais rápida. Isso passa segurança ao cliente para adquirir novos produtos no futuro, pois ele sabe que a sua empresa não o deixará na mão.
  14. Divulgação da marca. Dentro de uma boa estratégia de marketing ou branding, o website ajuda na divulgação de uma marca, dando credibilidade extra.
  15. Concorrência. Provavelmente seus concorrentes já tem um site e isso o coloca na sua frente.
  16. Oportunidades. O site oferece a possibilidade de surgirem novas oportunidades de negócios, como clientes fora de sua cidade ou até de seu país, que provavelmente não o encontrariam de outra forma.
  17. Conhecimento do perfil dos clientes. Através de interatividade, estatísticas de visitação e outros dados recolhidos de um site é possível conhecer o perfil do seu cliente, quem visita, compra ou chega até sua empresa. Assim como no item anterior, essas informações ajudam a criação de estratégias futuras de divulgação de seu produto e/ou serviço para ampliar ou explorar novos mercados.
  18. Contato dos visitantes. Pelo site pode-se solicitar o e-mail e endereço de clientes e pessoas interessadas em seus produtos e/ou serviços e autorização para envio de newsletters (boletins informativos), catálogos etc. Montar um banco de dados com os contatos de seus clientes atuais e potenciais para o envio de informações relevantes e divulgação de novos produtos e/ou serviços é essencial.
  19. Relacionamento com os clientes. Geralmente o consumidor prefere tratar com quem ele “conhece”. O site dá a ele a oportunidade de saber mais sobre sua empresa (e talvez você mesmo), o que dá uma sensaçào de conforto e cumplicidade. Por causa disso, é mais provável que ele feche com você do que com outra empresa sobre a qual ele não sabe nada. Em alguns casos, uma foto junto com o seu perfil ou dos membros da sua equipe tornam sua empresa “real”, estimulando a aproximação.
  20. Potencial de crescimento. Segundo estatísticas recentes, cerca de 52 milhões de pessoas entram na internet semanalmente no Brasil. Desses, 50% tem entre 25 e 44 anos. No primeiro semestre de 2009, o resultado de vendas através da internet foi de R$ 4,5 bilhões. A previsão de fechamento para 2010 era de R$ 10,6 bilhões. Repare: essas estatísticas se referem somente ao Brasi! Em resumo: sem um site, você e sua empresa estão deixando de ganhar dinheiro e crescer!

Esse artigo é resultado de uma conversa que tive com um amigo, que está planejando um novo passo em sua carreira. Eu o tenho acompanhado nessa transição desde o começo com dicas e sugestões de estratégias online.

Seu blog, em pouco mais de dois anos, está hospedado em um serviço de blogs gratuitos. Utilizando uma estratégia de marketing direta, seu nome está se tornando referência na área de comércio em consumo diferenciado, uma tendência de mercado no Brasil que ganha cada vez mais atenção.

Um dia ele me questionou sobre o por que um profissional ou empresa deveria ter um site.

Responder a sua pergunta me ajudou a compilar essa lista, que está sendo útil na reelaboração do minha própria estratégia online.

Seja você um designer, empresário ou freelancer, ela poderá ajudar você a se distinguir e criar o diferencial de uma marca profissional.

Related Posts with Thumbnails
Be Sociable, Share!

4 comments

  1. Tarcísio disse:

    Helvécio, tudo bem? Posso colocar esta matéria na internet?
    Obrigado!

  2. Marcelo disse:

    Helvécio, muito bom o texto, pelo conteúdo, pelos argumentos, pelas estatísticas e pela redação muito agradável de ler! Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *